Hoje vi(vi) um filme: Crítica: The Grey - A Presa (2012)

quinta-feira, 15 de março de 2012

Crítica: The Grey - A Presa (2012)

"Don't be afraid" 


Não é terror mas cumpre muito bem a função de aterrorizar, arrepiar, fazer-nos tremer como qualquer filme do género. The Grey – A Presa chegou às salas de cinema como muito mais do que um filme sobre sobrevivência. Está aí para testar os nossos limites.

Depois de filmes interessantes como Narc (2002), Um Trunfo na Manga (2006) ou, mais recentemente, Soldados da Fortuna (2010), Joe Carnahan continuou o bom trabalho e oferece aos fãs de cinema um filme cheio de emoções fortes. Quando se está perante um segurança/caçador de lobos que, depois de um desastre de avião, se vê como a presa dos animais que é pago para matar, a ironia não poderia ser maior, e a expectativa também não. E quando é Liam Neeson que veste a pele desse homem a fasquia eleva-se mais ainda. The Grey – A Presa faz-nos sentir tudo: o acidente, o acordar nos destroços no meio do nada e as tentativas de sobrevivência, lutando contra os lobos, o frio e os próprios fantasmas de cada um.

Lê a crítica completa no Espalha-Factos: "Presa ou Predador?"

Sem comentários: