Hoje vi(vi) um filme: Crítica: A Teia de Gelo (2012)

quinta-feira, 3 de maio de 2012

Crítica: A Teia de Gelo (2012)


O suspense fala português (ou inglês) no novo filme de Nicolau Breyner. Depois de Contrato (2009), o actor e realizador volta a aventurar-se na realização cinematográfica com A Teia de Gelo. E num ano onde o cinema nacional tem marcado forte presença, aqui surge uma boa hipótese para os amantes do género. Filmado em São Tomé e Príncipe, Serra da Estrela e Torres Vedras, A Teia de Gelo proporciona-nos paisagens deslumbrantes, e reúne um elenco com alguns nomes de peso do cinema e da televisão: Diogo Morgado, Elisa Lisboa, Nuno Melo, Paula Lobo Antunes, Margarida Marinho ou Patrícia Tavares são alguns deles.

Nicolau Breyner quis ainda trazer novidades: este será o primeiro filme português filmado integralmente em duas línguas – português e inglês -, numa “tentativa de vender o nosso cinema para o estrangeiro, o que é fundamental”, segundo o realizador. Mais ainda, A Teia de Gelo lembrará, com certeza, alguns filmes americanos, percebendo-se facilmente o seu tom hollywoodesco. De carácter comercial, é um filme leve, onde a acção e o suspense estão presentes, e que nos deixará curiosos até ao fim.

Sem comentários: