Hoje vi(vi) um filme: Doclisboa'12: Competição Portuguesa e Riscos #2

sábado, 27 de outubro de 2012

Doclisboa'12: Competição Portuguesa e Riscos #2

Competição Portuguesa de Curtas-metragens: Histórias do Fundo do Quintal                                                                                  *4.5/10*


Tiago Afonso trouxe em estreia mundial para a Competição Portuguesa de Curtas-metragens do Doclisboa'12 Histórias do Fundo do Quintal, contadas a três vozes. Inspirada nos acontecimentos que tiveram lugar em Paris de 18 de Março a 28 de Maio de 1871, nesta curta debate-se a história de uma revolta, enquanto a câmara quer encontrar provas no fundo de um quintal.

Ouvimos as vozes mas não vemos quem fala, apenas nos são mostradas imagens que pretendem ilustrar o que é dito, são-nos apresentadas como provas de algo brutal que ali parece ter acontecido. Procura criar-se um registo do que é contado. Contudo, algumas das imagens surgem um tanto forçadas.

Por volta da metade da curta-metragem alcançam-se bons momentos, onde as conversas encaixam perfeita e naturalmente nas imagens que surgem. A opção da gravação da canção que acompanha as imagens no final do documentário é interessante, mas estas depressa se tornam repetitivas. Tiago Afonso apresenta uma ideia algo original, mas cuja concretização não é a melhor.

Riscos: Hollywood Movie                                                    *6.5/10*


Hollywood Movie, de Volker Schreiner, é o resultado da transformação do texto Argumento Cinematográfico, de Nam June Paik, num filme de sete minutos. "Pode tornar-se qualquer filme de Hollywood interessante, se se o cortar várias vezes..." e é mesmo isso que o realizador faz. Schreiner reúne nomes eternos de Hollywood como Michael Caine, Humphrey Bogart, Elizabeth Taylor, John Torturro, Katharine Hepburn, Jack Nicholson, Jeff Bridges, Kevin Spacey, entre muitos outros. Cada um diz uma palavra, retiradas de diversos filmes, e, ao fim de contas, constrói-se um texto e faz-se uma curta-metragem muito original e bastante divertida. A desconstrução de ver filmes está aqui na totalidade, Hollywood Movie é a prova dessa desconstrução: o cinema desconstruído pelo e para o cinema.

2 comentários:

Sam disse...

Estou muito muito muito curioso em relação ao Hollywood Movie! :D

Cumps cinéfilos :*

Inês Moreira Santos disse...

Assim que possas vê. :) E são só 7 minutos. :P

Cumprimentos cinéfilos :*