Hoje vi(vi) um filme: IndieLisboa'13: Turning

quarta-feira, 1 de maio de 2013

IndieLisboa'13: Turning

*7/10*

Turning, de Charles Atlas, chegou ao IndieMusic do IndieLisboa'13 com muitas histórias para contar. O documentário centra-se na digressão europeia da banda Antony and The Johnsons, e nas 13 mulheres que embelezaram o palco dos concertos. Cada mulher é dona de uma história e apresenta-se, durante a música que lhe diz respeito, numa plataforma giratória, onde é filmada por duas câmaras e o seu retrato é projectado, ao vivo, como pano de fundo à actuação da banda de Antony.

A partir de uma ideia muito simples, Atlas consegue criar um universo sensível e muito íntimo, que intercala as canções tocadas ao vivo nos concertos da digressão e os testemunhos destas protagonistas fortes. Turning revela-se um documentário muito feminino, sentimental, mas ao mesmo tempo corajoso, mágico e hipnotizante nas imagens que gera, numa explosão de cor e sobreposição de imagens.


Entre as histórias que nos são contadas pelas protagonistas, umas mais tocantes que outras, a sexualidade é uma das temáticas predominantes. Entre as 13 entrevistadas, contudo, há algumas que se destacam verdadeiramente e que gostaríamos de ter conhecido melhor e, ao mesmo tempo, outras deveriam ter sido deixadas de fora, já que, a certo momento, gera-se algum cansaço e sente-se que o desfecho tarda.

O documentário do vídeo-artista Charles Atlas é verdadeiramente intenso a nível visual, repleto de histórias cativantes e com a banda sonora perfeita. Uma montagem mais rigorosa teria resultado num trabalho ainda melhor.

Sem comentários: