Hoje vi(vi) um filme: Queer Lisboa 17: Vencedores

sábado, 28 de setembro de 2013

Queer Lisboa 17: Vencedores

Terminou hoje mais um Queer Lisboa. Na Sessão de Encerramento do festival, que ocorreu esta noite na Sala Manoel de Oliveira do Cinema São Jorge, foram anunciados os prémios da Competição para a Melhor Longa-Metragem, Melhor Documentário, Melhor Curta-Metragem Internacional, Melhor Curta-Metragem Portuguesa e da nova secção estreada este ano que distingue o Melhor Filme de Escola, bem como as escolhas do público nas três competições.


Aqui fica a lista completa dos vencedores:

Competição para a Melhor Longa-Metragem
Melhor Longa-Metragem: A Fold in My Blanket (Geórgia, 2013) de Zaza Rusadze
Menção Honrosa: Joven y Alocada (Chile, 2011) de Marialy Rivas
Melhor Actor: Edward Hogg em The Comedian (Reino Unido, 2012) de Tom Shkolnik
Melhor Actriz: Alicia Rodríguez em Joven y Alocada (Chile, 2011), de Marialy Rivas
Prémio do Público: Facing Mirrors (Irão, 2011), de Negar Azarbayjani

Competição para o Melhor Documentário
Melhor Documentário: Quebranto (México, 2012), de Roberto Fiesco
Prémio do Público: Born Naked (Espanha, 2013), de Andrea Esteban

Competição para a Melhor Curta-Metragem
Melhor Curta-Metragem: Benjamin’s Flowers (Suécia, 2012), de Malix Erixon
Melhor Curta-Metragem Portuguesa: Pedro (Portugal, 2013), de Dário Pacheco e José Gonçalves
Prémio do Público: MeTube: Augusts Sings Carmen ‘Habanera’ (Áustria, 2013), de Daniel Moshel

Competição de Filmes de Escola
Melhor Curta-Metragem: Depois dos Nossos Ídolos (Portugal, 2013), de Ricardo Penedo
Menção Honrosa: Atomes (Bélgica, 2012), de Arnaud Dufeys

O Queer Lisboa encerra assim mais uma edição, após a exibição de 93 filmes de 26 países, com um acréscimo de espectadores (ultrapassado a barreira dos 8 000) nas suas sessões de cinema que decorreram durante nove dias no Cinema São Jorge.

2 comentários:

RicardoRodrigues disse...

Muito obrigado pelo apoio (:
E também nunca desistas, principalmente por vozes que nem merecem ser escutadas! É fácil dizer mal, sem fazer melhor

Inês Moreira Santos disse...

Obrigada eu, Ricardo. :)