Hoje vi(vi) um filme: DocLisboa'13: Que Filmes Ver?

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

DocLisboa'13: Que Filmes Ver?

Começou esta Quinta-feira o DocLisboa'13 com uma programação de excelência. Se ainda não sabes o que ver no festival, aqui ficam algumas sugestões.


Pays Barbare / Barbaric Land
Se perdeste a sessão de abertura, ainda terás mais uma hipótese de ver este filme, realizado por Yervant Gianikian e Angela Ricci Lucchi. Através de arquivos, Pays Barbare relata a presença colonial italiana na Etiópia e os mecanismos de subjugação aí utilizados durante a ditadura de Mussolini.

Pokazatelnyy Protsess: Istoriya Pussy Riot / Pussy Riot: A Punk Prayer
A história das três jovens mulheres que encaram sete anos de prisão, na Rússia, por uma performance satírica, numa catedral de Moscovo. Enquanto Nadia, Masha e Katia defendem as suas convicções, numa jaula, dentro do tribunal, os restantes membros das Pussy Riot ainda em liberdade planeiam novas performances de guerrilha.

Olho Nu / Naked Eye
O filme de Abertura da secção Heart Beat é um ensaio que retrata a vida e a obra do brasileiro Ney Matogrosso, a partir de um conjunto de imagens e sons reunidos pelo artista, em contraponto com sequências actuais. O realizador Joel Pizzini irá estar presente na sessão do dia 25 de Outubro.

E Agora? Lembra-me / What Now? Remind Me
O realizador convive com o VIH e o VHC há quase 20 anos. Uma reflexão aberta e ecléctica sobre o tempo e a memória, as epidemias e a globalização, a sobrevivência para além do expectável, a dissensão e o amor absoluto. E Agora? Lembra-me já passou no QueerLisboa'13, e saiu duplamente premiado do Festival de Locarno. O realizador estará presente nas sessões de 29 de Outubro e 1 de Novembro.

Der Kapitän und sein Pirat / The Captain and his Pirate
O navio porta-contentores Hansa Stavanger foi capturado por piratas somalis. Der Kapitän und sein Pirat conta a história íntima da amizade entre o capitão Kotiul e o pirata Ahado, num drama que durou quatro meses.

The Pervert’s Guide to Ideology / O Guia de Ideologia do Depravado
O filósofo Slavoj Žižek e a realizadora Sophie Fiennes apresentam uma viagem cinematográfica ao coração da ideologia - os sonhos que moldam as nossas crenças e as nossas práticas colectivas.

A Mãe e o Mar / The Mother and the Sea
Na senda de um mito real e perdido em Vila Chã, aqui apresentam-nos as mulheres do mar chamadas "pescadeiras", num dos poucos lugares do mundo com mulheres arrais (chefes de embarcação). Mas onde estão elas e os 120 barcos de pesca artesanal? Sobram 8 barcos e uma única mulher pescadeira.

The Great North Korean Picture Show
A indústria cinematográfica norte-coreana é uma ferramenta crucial na maquinaria de propaganda do regime. Pela primeira vez, realizadores estrangeiros puderam entrar na única escola de cinema do país, onde jovens talentos são treinados para criar obras, não apenas para entreter, mas para ajudar a moldar a mente de uma nação inteira.

Dast-Neveshtehaa Nemisoosand / Manuscripts don’t burn
Mohammad Rasoulof não pôde estar presente - por motivos menos felizes - mas é um filme seu que encerra o DocLisboa'13. Manuscripts don’t burn conta a história real de um homem perseguido pelos serviços secretos iranianos, que tenta publicar as suas memórias de presidiário e sair do país.

2 comentários:

RicardoRodrigues disse...

Se ao menos tivesse alguma tempo livre para ir ao Doc :(

Inês Moreira Santos disse...

Tenta arranjar um tempinho até Domingo. :)