Hoje vi(vi) um filme: MOTELx'14: Entrevistas - Pedro Pinto

terça-feira, 9 de setembro de 2014

MOTELx'14: Entrevistas - Pedro Pinto

MOTELx começa já no dia 10 de Setembro e para o Prémio MOTELx – Melhor Curta de Terror Portuguesa 2014, o único galardão do festival, estão a concorrer 13 curtas-metragens nacionais: Bodas de Papel (2014), de Francisco AntunezContactos 2.0 (2014), de Bernardo Gomes de Almeida Rodrigo Duvens PintoDemência (2014), de Rafael AlmeidaDentes e Garras (2013), de Francisco LacerdaEpoh (2013), de Pedro PintoForbidden Room (2013), de Emanuel Nevado e Ricardo AlmeidaGata Má (2013), de Eva MendesJoana de Rosa e Sara AugustoMaria (2014), de Joana ViegasA Morte é o Único Perdão (2014), de Rui PilãoOffline (2014), de Pedro RodriguesPela Boca Morre o Peixe (2014), de João P. NunesSchadenfreude – De Morrer a Rir (2014), de Leonardo Dias, e Se o Dia Chegar (2014), de Pedro Santasmarinas.


Aproveitando o momento, entrevistei Pedro Pinto, a propósito da sua curta-metragem, Epoh.

O que distingue Epoh dentro dos filmes de terror?
Pedro Pinto: Epoh é um filme que nos coloca perante uma situação limite e inesperada, e através de uma atmosfera progressivamente perturbadora e claustrofóbica, nos mostra como a protagonista se ajusta à sua nova realidade. O terror é por isso, essencialmente, interior ou psicológico.

De onde surgiu a ideia para esta curta-metragem?
P.P.: Surgiu ...

O amor e a sobrevivência estão em jogo em Epoh, e parece que é mesmo aí que reside o incómodo ou o temor. O que pode esperar o público deste filme?
P.P.: É uma história muito simples, ilustrada de uma forma quase minimal, com dois actores e um barco, onde se fala do fim de uma relação, da capacidade de aceitar que as coisas mudaram, de sermos capazes de seguir em frente e de aprender a  lidar com a culpa.

Depois de ter passado pelo Short Film Corner no Festival de Cannes, agora é a vez do MOTELx. Como é ver a sua curta-metragem seleccionada para estes festivais?
P.P.: É a melhor forma de agradecer a todos os que me ajudaram a torná-la possível.

Quais as suas principais influências cinematográficas?
P.P.: Kubrick e Lars Von Trier.

http://www.epohmovie.com/

Sem comentários: