Hoje vi(vi) um filme: LEFFEST'14: Hill of Freedom / Jayuui Eondeok (2014)

sábado, 15 de novembro de 2014

LEFFEST'14: Hill of Freedom / Jayuui Eondeok (2014)

*6/10*

Hill of Freedom, de Hong Sang-Soo, faz parte da Competição do Lisbon & Estoril Film Festival'14. De um dos realizadores mais sonantes da secção competitiva, o filme apresenta-nos um romance tragicómico contado de forma original.


Kwon, uma professora de línguas, recebe um volumoso envelope que lhe está endereçado, após uma temporada longe de casa. Um instrutor japonês chamado Mori tinha-se declarado a ela há dois anos. Mori tinha partido imediatamente para o Japão, mas agora regressou à Coreia do Sul para a procurar. O envelope continha cartas que ele lhe tinha escrito enquanto a procurava em Seul. Depois de Kwon acabar de ler a primeira carta na recepção, perde o equilíbrio ao descer as escadas e deixa cair as cartas. Reúne-as no chão e repara que estas não têm datas.

O grande ponto forte de Hill of Freedom prende-se com a (des)ordem em que as carta de Mori foram recolhidas do chão, é essa mesma ordem que dita a montagem da longa-metragem de Hong Sang-Soo e, por conseguinte, o modo como toda a estadia de Mori em Seul nos é contada - a nós e a Kwon. À parte do que lemos nas cartas, conhecemos pouco do passado dos dois, o que os uniu, o que aconteceu entre ambos, o que levou Mori a regressar ao Japão e que doença levou Kwon para as montanhas.

Sang-Soo consegue, por momentos, aproximar-nos do espaço da acção e das personagens com planos que lembram um estilo documental. Ainda assim, não fosse a curiosidade da montagem e alguns bons momentos de humor, Hill of Freedom não teria nada que realmente o tornasse especial. 

O filme repete este Sábado às 13h00 no Centro de Congressos do Estoril.

Sem comentários: