Hoje vi(vi) um filme: IndieLisboa'15: Rabo de Peixe – Director’s Cut

segunda-feira, 27 de abril de 2015

IndieLisboa'15: Rabo de Peixe – Director’s Cut

*8/10*

Mais cinema português no IndieLisboa, desta vez na secção Director's CutJoaquim Pinto esteve presente no Cinema São Jorge para apresentar o filme que realizou com Nuno Leonel, e recentemente remontado pelos realizadores, Rabo de Peixe - Director's Cut.


Entre Dezembro de 1999 e Dezembro de 2001, Joaquim Pinto e Nuno Leonel filmaram os pescadores de Rabo de Peixe, em São Miguel, nos Açores, com uma proximidade muito familiar. Entraram na intimidade daquela comunidade e ali viveram alguns meses, a filmá-los, a acompanhá-los nas suas vidas, nas idas à pesca, a superar obstáculos, preconceitos e os seus próprios medos - criaram laços. Em E Agora? Lembra-me, Pinto recorda aquele momento da sua vida, e agora, com este director's cut, temos a oportunidade de assistir a este trabalho envolvente e tocante.

Conhecemos PedroArturRuiEmanuel e tantos outros, crianças e adultos, o seu quotidiano, a sua relação com o mar, as suas dificuldades, com as imagens a serem acompanhadas pela narração - sempre em tom muito intimo - dos realizadores que nos têm como seus confidentes.

Joaquim Pinto e Nuno Leonel sabem contar uma história. E sabem igualmente filmar os locais, tornando-os únicos. Dentro do barco de pesca ou a mergulhar no oceano, conhecemos e acompanhamos um modo de vida, um bairro que já não existe daquela forma, técnicas de pesca que também já foram desaparecendo. Fica o registo filmado, a memória, neste caso oferecida pelos dois realizadores, que não esqueceram estas pessoas e, mais de uma década depois, voltaram a pegar naquele material, naquelas histórias e reconstruíram o seu filme, para dá-lo a conhecer ao mundo.

Sem comentários: