Hoje vi(vi) um filme: Estreias da Semana #51

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Estreias da Semana #51

São seis as estreias que têm lugar esta Quinta-feira nos cinemas nacionais. Muito terror, comédia, acção e drama é o que nos chega, com especial destaque para o nomeado aos Oscars 2013, Bestas do Sul Selvagem, bem como com o regresso às salas do clássico de Hitchcock, Psycho.

A Descida - Parte 2 (2009)
The Descent: Part 2
A sequela do filme de terror de 2005 (A Descida), que marcou o que de melhor se fez no género nos últimos anos, chega agora a Portugal, alguns anos depois do previsto. Ferida, desesperada e coberta com o sangue das suas companheiras desaparecidas, Sarah consegue emergir do complexo de grutas onde se encontrava perdida, embora se encontre em choque e sem memória do que lhe aconteceu. Céptico sobre o relato de Sarah e convencido que a sua psicose esconde segredos sombrios, o xerife Vaines inicia a sua investigação ao desaparecimento do grupo de jovens. Juntamente com a sua colega Rios e com a equipa de resgate de Dan, Greg e Cath, decide forçar Sarah a voltar à caverna com o objectivo de resgatar o resto do grupo, onde vão encontrar o pior pesadelo das suas vidas.

Aguenta-te aos 40 (2012)
This Is 40
Depois de vários anos de casamento, Pete vive numa casa cheia de mulheres: a esposa Debbie e as duas filhas, Charlotte, de oito anos, e Sadie, de treze. Enquanto Pete luta para manter a empresa, o casal tem de descobrir como desculpar, esquecer e desfrutar o resto das suas vidas… antes que se matem um ao outro.

Bestas do Sul Selvagem (2012)
Beasts of the Southern Wild
Nomeado para quatro Oscars, Bestas do Sul Selvagem chegam por fim às salas nacionais. Numa comunidade esquecida mas desafiante de uma zona pantanosa separada do mundo dito civilizado por um extenso dique, a pequena Hushpuppy, de seis anos, vive em risco de ficar órfã. Com a mãe há muito desaparecida e o seu querido pai, Wink, descontrolado, Hushpuppy está entregue à sua própria sorte numa zona isolada. Para ela o mundo natural é uma frágil rede de coisas que vivem, respiram, pulsam e de cujo funcionamento perfeito depende todo o universo. Por isso, quando a tempestade do século faz subir as águas em torno da aldeia, o pai fica doente subitamente e ferozes criaturas pré-históricas acordam dos seus túmulos gelados para investir através do planeta, Hushpuppy vê entrar em colapso à sua volta a ordem natural de tudo o que lhe é querido. Desesperada para reparar a estrutura do seu mundo de modo a salvar o seu pai e a sua casa inundada, a pequena heroína tem de aprender a sobreviver.

Die Hard - Nunca é bom dia para morrer (2013)
A Good Day to Die Hard
Quando Jack, filho de John McClane, se mete em sarilhos na Rússia, o ex-polícia de Nova Iorque é forçado a viajar para Moscovo para o ajudar, só que aí acaba por ver-se envolvido no plano terrorista que desencadeou os problemas do rapaz. Com o submundo russo a persegui-los, e lutando contra uma contagem regressiva para a guerra, os dois McClanes descobrem que seus métodos opostos torná-los-ão heróis imparáveis.

Psico (1960)
Psycho
Uma semana depois da estreia da biopic sobre Alfred Hitchcock eis que regressa ao cinema o grande clássico do cineasta: Psycho. Marion Crane e Sam Loomis são amantes mas não podem casar-se por falta de dinheiro. Um dia o patrão de Marion encarrega-a de depositar no banco 400 mil dólares que acabara de receber dum cliente. A jovem vê ali a possibilidade de resolver os seus problemas financeiros, decidindo fugir com o dinheiro, mas, e em virtude do mau tempo, é forçada a parar num motel no caminho.

Texas Chainsaw - O Massacre (2013)
Texas Chainsaw 
Há muito tempo, ocorreu uma tragédia numa pequena e remota cidade no Texas, que envolveu um grupo de cinco jovens. Apenas um deles conseguiu escapar com vida e o seu relato desencadeou uma série de eventos que, aparentemente, puseram fim ao terror vivido. O que ninguém sabe é que existe outro sobrevivente: uma criança foi escondida e criada sem nenhum conhecimento dos acontecimentos daquele dia ou da sua verdadeira família. Agora adulta, Heather Miller retorna a casa para receber uma herança de uma avó que nunca conheceu. Viaja para o Texas acompanhada pelos seus amigos Nikki, Ryan e Kenny e no caminho, dão boleia a Darryl. Ao chegar à cidade, Heather fica surpresa ao encontrar uma magnífica mansão que agora é sua, com a condição de que não a venda e siga as instruções que a sua avó deixou por carta. Ainda antes de abrir a carta, a jovem e seus amigos são confrontados por um familiar, também ele sobrevivente do fatídico e trágico dia. Antes de conseguir obter a sua herança, Heather precisa de ultrapassar um tremendo desafio: manter-se viva. O seu recém-descoberto primo não se importa se as suas vítimas são parentes ou não. Ele apenas precisa de sangue...

4 comentários:

Rafael Santos disse...

Já fez tanto tempo desde que vi A Descida Parte II que parece-me surreal vê-lo a estrear agora nas salas portuguesas :O

Inês Moreira Santos disse...

Eu só vi o primeiro, mas pensei que o segundo já tinha estreado em sala há muito tempo. Estranhei imenso ver que afinal só estreava cá este ano. É o que temos.

Rafael Santos disse...

Já agora por curiosidade, o que achas do primeiro filme? Para mim é um dos meus preferidos do género. Quanto ao 2º é um filme competente, mas claramente num patamar muito inferior ao primeiro.
E isto trouxe-me à memória a chegada no ano passado do Mr.Nobody às salas portuguesas. Enfim.

Inês Moreira Santos disse...

É claustrofóbico e bastante assustador mesmo. Lembro-me de ter apanhado uns valentes sustos. Na altura, quando o vi no cinema, em 2005 julgo eu, não gostei especialmente, mas reconheço que é um marco no cinema mais recente do género.

Cumprimentos cinéfilos.