quarta-feira, 25 de abril de 2018

IndieLisboa'18: Filmes a Não Perder

O IndieLisboa'18 começa esta Quinta-feira, dia 26 de Abril, e prolonga-se até 6 de Maio. Mais um ano de cinema independente a espalhar o seu encanto pela capital. A escolha é imensa, e eu deixo-vos algumas sugestões de filmes a não perder no festival.

A Árvore, de André Gil Mata - Competição Nacional
2018-04-26  21:00  Cinema São Jorge - Sala Manoel de Oliveira
2018-04-29  19:00  Culturgest - Pequeno Auditório

Mariphasa, de Sandro Aguilar - Competição Nacional
2018-04-30  21:30  Culturgest - Grande Auditório
2018-05-05  16:15  Cinema São Jorge - Sala 3

Raiva, de Sérgio Tréfaut - Sessões Especiais
2018-05-06  19:00  Culturgest - Grande Auditório

As Horas de Luz, de António Borges Correia - Sessões Especiais
2018-05-02  19:00  Cinema São Jorge - Sala Manoel de Oliveira
2018-05-03  14:30  Cinema São Jorge - Sala 3

O Homem-Pykante – Diálogos com Pimenta, de Edgar Pêra - Sessões Especiais
2018-05-05  19:00  Culturgest - Grande Auditório

La nuit a dévoré le monde, de Dominique Rocher - Boca do Inferno
2018-04-27  22:30  Cinema Ideal
2018-04-28  22:30  Cinema Ideal

As Boas Maneiras, de Juliana Rojas e Marco Dutra - Boca do Inferno
2018-04-30  21:15  Cineteatro Capitólio

An Elephant Sitting Still, de Hu Bo - Competição Internacional
2018-05-01  15:00  Culturgest - Grande Auditório

Pororoca, de Constantin Popescu - Competição Internacional
2018-04-29  20:30  Cinema Ideal
2018-05-04  21:15  Cinema São Jorge - Sala Manoel de Oliveira

Hitler’s Hollywood, de Rüdiger Suchsland - Director's Cut
2018-05-05  15:30  Cinemateca Portuguesa - Museu do Cinema - Sala Félix Ribeiro

Lupo, de Pedro Lino - Director's Cut
2018-04-30  19:00  Cinemateca Portuguesa - Museu do Cinema - Sala Félix Ribeiro

Betty – They Say I’m Different, de Phil Cox - IndieMusic
2018-04-29  21:30  Cinema São Jorge - Sala 3
2018-05-05  21:45  Culturgest - Pequeno Auditório

Ryuichi Sakamoto: Coda, de Stephen Nomura Schible - IndieMusic
2018-04-28  21:30  Cinema São Jorge - Sala 3
2018-05-06  19:45  Culturgest - Pequeno Auditório

Infância, Adolescência, Juventude, de Rúben Gonçalves - Novíssimos
2018-05-01  16:15  Cinema São Jorge - Sala Manoel de Oliveira

O Processo, de Maria Augusta Ramos - Silvestre
2018-05-01  18:30  Cinema São Jorge - Sala Manoel de Oliveira
2018-05-06  19:00  Cinema São Jorge - Sala Manoel de Oliveira

Tara Moarta, de Radu Jude - Silvestre
2018-05-01  17:00  Cinema São Jorge - Sala 3
2018-05-06  18:00  Cinema Ideal

Horários e restante informação, aqui: http://indielisboa.com

terça-feira, 24 de abril de 2018

Animais Cinéfilos #1

Quem me conhece sabe como sou apaixonada por animais. Dos cães e gatos aos menos comuns morcegos, são todos adoráveis. 

E quando eles se tornam ícones do Cinema nos filmes em que surgem? A nova rubrica Animais Cinéfilos visa destacar as pequenas personagens que não são humanas mas têm, muitas vezes, mais coração e alma que muitos homens e mulheres. E, sem dúvida, ficam na memória.


Começo pelo Lucky, o poodle maltês espanhol que fez do português Dixie e até ganhou um prémio em Cannes, o Palm Dog, que premeia a melhor interpretação canina dos filmes do festival. Lembram-se dele em As Mil e Uma Noites: Vol. 2, O Desolado, de Miguel Gomes? Era um elo de ligação entre personagens e tinha um toque sobrenatural.

segunda-feira, 23 de abril de 2018

Sugestão da Semana #321

Das estreias da passada Quinta-feira, a Sugestão da Semana destaca Noite de Jogo, com Rachel McAdams Jason Bateman, porque também é preciso rir um bocadinho.

NOITE DE JOGO


Ficha Técnica:
Título Original: Game Night
Realizadores: John Francis Daley e Jonathan Goldstein
Actores: Rachel McAdams, Jason Bateman, Kyle Chandler, Michael Cyril Creighton, Jesse Plemons, Jeffrey Wright
Género: Comédia, Crime, Mistério
Classificação: M/14
Duração: 100 minutos

sábado, 21 de abril de 2018

Flashbacks #7

É um dos filmes da minha vida e é o meu filme mudo favorito. Ele é O Gabinete do Dr. Caligari, de Robert Wiene. Adoro o movimento em que se insere, o expressionismo alemão, foi um filme que descobri na faculdade, fiz um trabalho sobre ele, e criamos um laço bastante forte que não se desfaz com facilidade. O visual é fabuloso, o argumento é inteligente e continua a ser inspiração para muitos cineastas. Basicamente, adoro!

Filme Mudo Favorito


O Gabinete do Dr. Caligari (Das Cabinet des Dr. Caligari), de Robert Wiene, 1920

sexta-feira, 20 de abril de 2018

Estreias da Semana #321

Esta Quinta-feira, os cinemas portugueses receberam nove novos filmes. 

A Rapariga no Nevoeiro (2017)
La ragazza nella nebbia
Um detective é enviado para uma remota cidade num vale isolado para investigar o desaparecimento de uma jovem adolescente. Com o caso no centro de um frenesim mediático, a linha entre a lei e os criminosos começa a esbater-se e, em pouco tempo, todos se tornam suspeitos.

Até Nos Vermos Lá Em Cima (2017)
Au revoir là-haut
Em Novembro de 1918, pouco antes do Armistício, o artista Edouard Pericout (Nahuel Pérez Biscayart) salva a vida de Albert Maillard (Albert Dupontel). Os dois homens não têm nada em comum para além das suas experiências na guerra e do ódio pelo Tenente Pradelle (Laurent Lafitte). Uma ordem de Pradelle para um derradeiro e insensato ataque acaba por resultar na destruição das vidas de Edouard e Albert. Isto leva a que os três homens tenham de criar novas estratégias de sobrevivência, sempre unidos pela tragédia do campo de batalha. Enquanto Pradelle faz fortuna com os que perderam a vida, Albert e Edouard, ambos condenados a viver no rescaldo da 1.ª Guerra Mundial, vão planear o seu próprio esquema de proporções monumentais.

Death Wish: A Vingança (2017)
Death Wish
Paul Kersey é um cirurgião experiente, um homem que passou a vida a salvar os outros. Mas quando a sua família é alvo de um ataque, Paul, movido pela raiva e pela incapacidade de a proteger, decide vingar-se e procurar justiça pelas suas próprias mãos.

Na Síria (2017)
Insyriated
Guerra em Damasco, Síria. Encurralada em casa, numa cidade sitiada, Oum Yazan, mãe de três, transformou o apartamento num porto seguro para a família e os vizinhos, tentando protegê-los da guerra no exterior. Corajosamente, organizam-se no dia-a-dia, de modo a continuarem a viver, apesar das carências e do perigo. Quando bombas ameaçam destruir o edifício, quando franco-atiradores transformam pátios em zonas de morte e ladrões arrombam a casa para reclamar as suas pavorosas recompensas, manter o ténue equilíbrio da rotina dentro de portas torna-se uma questão de sobrevivência.

Noite de Jogo (2018)
Game Night
Max (Jason Bateman) e Annie (Rachel McAdams) vêem a noite semanal de jogos com casais amigos ganhar um interesse suplementar com a presença de Brooks (Kyle Chandler), o carismático irmão de Max que organizou uma festa temática com falsos polícias e ladrões. Quando Brooks desaparece, tudo parece fazer parte do "Assassinato Mistério" e os seis participantes preparam-se para resolver o caso e conquistar a vitória. No entanto, aos poucos, começam a descobrir que nem Brooks, nem o jogo, são o que parecem e no decorrer de uma noite caótica o grupo de amigos vai pisar cada vez mais o risco e enfrentar inesperadas reviravoltas a cada nova pista. Sem regras, sem pontuação e sem ideia de quantos são, na realidade, os jogadores. Esta pode ser a noite mais divertida de sempre... ou simplesmente o fim das suas vidas!

Os Super-Heróis da Selva (2017)
Les as de la Jungle
Criado por um tigre fêmea, o pinguim Maurice é o mais desastrado dos mestres de Kung Fu. Com os seus amigos da selva pretende manter a lei e a ordem, tal como a sua mãe costumava fazer. Pela frente irá encontrar Igor, um malvado koala, que quer destruir a selva para sempre com a ajuda do seu exército de babuínos.

Resposta Armada (2017)
Armed Response
Uma equipa de operacionais altamente treinados dirige-se a um complexo militar de alta tecnologia para investigar o desaparecimento de outro grupo que guardava as instalações. O local, conhecido como "O Templo" abriga equipamento de ponta na área da inteligência artificial e foi projectado para o interrogatório de prisioneiros da maior importância. À entrada, os soldados rapidamente descobrem que a equipa anterior foi morta de forma horrível, mas não encontram provas que indiquem o responsável. De imediato, começam a ser vítima de fenómenos sobrenaturais enquanto tentam descobrir o que sucedeu antes. Encontram um único sobrevivente, um terrorista que pode ter a chave para descobrir quem matou os soldados.

The Place (2017)
Um homem misterioso senta-se todos os dias na mesma mesa do mesmo restaurante, aceitando conceder a realização dos maiores desejos aos seus visitantes em troca de tarefas pouco comuns. O que estarão dispostos a fazer para realizarem os seus maiores desejos?

Verdade ou Consequência (2018)
Truth or Dare
Um inofensivo jogo de "Verdade ou Consequência" entre amigos torna-se mortífero quando alguém, ou algo, começa a punir os que mentem, ou se recusam a aceitar as consequências.

quarta-feira, 18 de abril de 2018

Em Português: Cartas da Guerra (2016)

Não só é uma história de amor poética e fogosa, como é um retrato fiel de uma realidade histórica que ainda se tem medo de abordar. É um filme que sinto na pele, de cada vez que o vejo, captando sempre novos pormenores, novas sensações. Cartas da Guerra foi amor à primeira vista, apaixonante e apaixonado. Conquista-me pelas palavras de ternura e pelas imagens duras, a preto e branco.


O filme adapta uma obra do escritor António Lobo Antunes, composta por cartas que este escreveu à mulher durante a sua estadia na guerra do ultramar. A acção começa em 1971, quando António vê o seu quotidiano em Lisboa ser interrompido ao ser destacado para servir como médico no Leste de Angola. Perante a extrema violência e desolação, António escreve à mulher Maria José, contando o que vê, o que sente, como que abrigando-se do pior.

É um filme de guerra mas sensorial e sensível. Não é meigo, não esconde nada. Mas as saudades e a distância que separam um grande amor, em que cada um dos amantes está num continente diferente, a sofrer em silêncio, só o papel pode colmatar. O papel é a partilha que não acontece cara a cara. O papel é o que ateia a chama da paixão.


Uma realidade que tantos foram obrigados a viver, que marcou a vida de famílias inteiras, que está no passado mas corre no sangue da nação e, mesmo que ninguém fale, que ninguém recorde, todos se lembram dela. Uma guerra que Portugal tem vergonha de lembrar, de filmar, de admitir que foi sangrenta e marcante para todos. Por tudo isto, Ivo M. Ferreira é um homem de coragem ao filmar este tema, e fá-lo muito bem.

O sofrimento espelha-se nos olhares, mais do que nas imagens violentas, e o amor é personificado nas vozes e nos rostos jovens de Margarida Vila-Nova e Miguel Nunes.

Cartas da Guerra é um poema de amor em termos de guerra.


Na altura da estreia no IndieLisboa'16 escrevi esta crítica.

Ads & Cinema #22




Cate Blanchett, Adwoa Aboah e Sara Sampaio.
Sì Passione - Giorgio Armani



terça-feira, 17 de abril de 2018

Momentos Para Recordar #48

Foi no passado Sábado que nos chegou a notícia do desaparecimento de Milos Forman. O cineasta faleceu no dia 13 de Abril, e o mundo perdeu mais um dos grandes. O Momentos Para Recordar relembra uma das suas obras-primas, Amadeus, que conquistou oito Oscars, incluindo Melhor Filme e Melhor Realizador.

Amadeus, Milos Forman (1984)