Hoje vi(vi) um filme: MONSTRA'13: Lotte and the Moonstone Secret

sábado, 16 de março de 2013

MONSTRA'13: Lotte and the Moonstone Secret

*4/10*

No penúltimo dia de festival, a MONSTRA recebeu na Competição Internacional um filme da Estónia. Lotte and the Moonstone Secret (Lotte, o Segredo da Pedra Lunar) repete no Cinema City Alvalade, este Domingo, às 15h30.

Realizada por Janno Pödma e Heiki Ernits, a longa-metragem de animação apresenta-se com ideias originais mas com uma concretização medíocre, de onde pouco se retém. Ideia e animação parecem ter sido criadas a pensar num público muito jovem, mas dificilmente é estabelecida a conexão desejada com essa faixa etária, bem como com as restantes.

Certa noite, dois estranhos rastejam em Gadgetville, em busca do dono de um sapato perdido, qual Cinderela de leste. Quando a pequena cadela Lotte surpreende os estranhos que tentam roubar uma pedra muito especial ao seu tio Klaus e estes fogem, ele conta-lhe tudo sobre o momento em que encontrou aquela e outras duas pedras. Muitos ambicionam as três pedras - Lotte e o seu tio partem para reunir as que faltam, os dois estranhos seguem-nos na esperança de as conseguir tirar, e junta-se-lhes o gato Paul, que por motivos amorosos também as quer. Este é o ponto de partida  para uma série de aventuras que envolvem a perseguição de três pedras por diversas personagens, todas com as suas singularidades.

A originalidade de Lotte and the Moonstone Secret atinge um patamar tão surreal que o faz perder tudo o que poderia ganhar com as suas caricatas personagens. A mensagem a reter será a da amizade e, mais importante que isso, a de que se acreditarmos verdadeiramente em algo, tudo é possível. Contudo, apesar dos interessantes momentos proporcionados por esta máxima, o filme perde-se em divagações, estranheza e pesadelos que, certamente, não agradarão aos mais novos. Os momentos mais divertidos são-nos proporcionados pelo apaixonado gato Paul.

A animação é simples, mas mistura diversos tipos, o que é de destacar. As personagens têm em si, para lá do animal que representam, características da fisionomia humana - como a barba - que lhes dão um aspecto grosseiro, tornando mais difícil a empatia com as mesmas.


Lotte and the Moonstone Secret poderá ser uma boa experiência para quem gosta de arriscar e experimentar a novidade, mas está muito longe da qualidade de grande parte dos filmes em competição.

Sem comentários: