Hoje vi(vi) um filme: Cinema no Feminino no Goethe-Institut

segunda-feira, 2 de março de 2015

Cinema no Feminino no Goethe-Institut

A terceira edição do ciclo Cinema no Feminino regressa ao Goethe-Institut, em Lisboa, de 10 a 14 de Março, subordinado ao tema "Violência". 

Este ano e a propósito do Dia Internacional da Mulher (8 de Março) vão ser projectados cinco filmes alemães que abordam o tema da violência, onde se "pretende reflectir sobre as experiências e motivações de mulheres no papel de vítima, mas também enquanto autoras de formas de violência e como se fala sobre estas experiências, assim como sobre a questão da transposição e confrontação no cinema".


O ciclo começa no dia 10 de Março, com Martha (1974) de Rainer Werner Fassbinder, um filme que retrata uma relação sadomasoquista entre Martha e Helmut Salomon. Depois do filme, segue-se uma conversa sobre violência doméstica conduzida por Kaya de Wolff, doutoranda no Instituto de Ciências de Media da Universidade de Tübingen e curadora independente, com Dörte Steingräber Gradíssimo, terapeuta familiar, Mestre em Sociologia da Família e Sociedade, responsável pela abertura da primeira casa de abrigo para mulheres vítimas de violência em Portugal.

A acção de Die Stille nach dem Schuss (O Silêncio após o Tiro), de Volker Schlöndorff, tem início na década de 70 e traça o percurso da protagonista Rita Vogt desde o terrorismo da RAF e da fuga para a RDA. O documentário de 2001, Die Kinder sind tot (As Crianças estão mortas), de Aelrun Goette, conta a história verídica de uma jovem mãe que no Verão de 1999 abandonou os dois filhos menores durante dias num apartamento, acabando estes por morrer à sede. Kriegerin (Guerreira), de David Wnendt, apresenta-nos Marisa, uma jovem neonazi que vive numa pequena cidade rural do Leste da Alemanha, num ambiente dominado por ódio e violência. 

A fechar o ciclo, o Goethe-Institut apresenta, no dia 14 de Março, o documentário de duas partes BeFreier und Befreite (1991/92) (Libertadores e Libertadas), de Helke Sander, que aborda as violações em massa na Alemanha durante os últimos dias de guerra e nas primeiras semanas do pós-guerra de 1945. A realizadora entrevistou pela primeira vez mulheres que foram vítimas, antigos membros do Exército Vermelho e as crianças nascidas destas violações.

A entrada neste ciclo é livre.

PROGRAMA

Terça-feira, 10 de Março, 19h30
Martha, Fassbinder, 1974, 116 min.
+ conversa com Kaya de Wolff e Dörte Steingräber Gradíssimo sobre violência doméstica
Quarta-feira, 11 de Março, 19h30
Die Stille nach dem Schuss (O Silêncio após o Tiro), Volker Schlöndorff, 2000, 95 min.
Quinta-feira, 12 de Março, 19h30
Die Kinder sind tot (As Crianças estão mortas), Aelrun Goette, 2003, 80 min.
Sexta-feira, 13 de Março, 19h30
Kriegerin (Guerreira), David Wnendt, 2012, 106 min.
Sábado, 14 de Março, Parte 1: 15h30 | Parte 2: 17h30
BeFreier und Befreite (Libertadores e Libertadas), Helke Sanders,1991/92, 1.ª parte: 90 min, 2.ª parte: 102 min.

Sem comentários: