terça-feira, 23 de agosto de 2016

Crítica: O Demónio de Néon / The Neon Demon (2016)

"You know what my mother used to call me?
Dangerous"
Jesse

*8/10*

Fiel ao seu estilo, às suas influências, Refn não é meigo no seu The Neon Demon - O Demónio de Néon. A perfeição está acima de toda a moral e valores. A crueldade é a principal arma para atingi-la. Tudo para ser perfeita. Uma crítica aos meandros da moda e da beleza, mas também ao quão más podem ser as mulheres umas para as outras. E, finalmente, o realizador presenteia-nos com uma longa-metragem onde são elas quem impera... e de que maneira.

Jesse, uma aspirante a modelo, muda-se para Los Angeles, e rapidamente vê a sua juventude e vitalidade sugadas por um grupo de mulheres obcecadas com a beleza, que farão o que for necessário para ter aquilo que ela tem.


Um mergulho atordoante em teias de inveja, beleza, sensualidade e sangue é a proposta do mais recente filme de Nicolas Winding Refn. O cineasta usa e abusa da cor, da sombra, da luz, do néon, num filme impróprio para epilépticos.

Como sempre, Refn volta a criar um imenso suspense, muito ao seu estilo, que nos aterroriza com pequenos detalhes, fazendo-nos suster a respiração. Tudo com a calma necessária para absorver a aura suspeita e misteriosa, as relações onde paira a desconfiança, o ambiente psicadélico, onde o medo aumenta, sem precisarmos de sustos.


O argumento é polémico, mordaz e corajoso, atacando a luta pela perfeição estética com unhas e dentes. E apesar de, perto do final, haver momentos menos inspirados que não fazem jus à primeira metade de O Demónio de Néon, toda a narrativa deixa transparecer as influências do realizador, quer das lendas, quer de outros realizadores. Facilmente nos deixamos levar por esta espiral de perversidade, beleza e algum surrealismo.

Elle Fanning prova que é a actriz ideal para o papel de Jesse. A inocência e pureza que a sua imagem detém aliam-se à sensualidade e curiosidade da protagonista e é de admirar o seu crescimento ao longo do filme. No elenco, destaque também para Jena MaloneAbbey Lee.


O Demónio de Néon traz de volta os corredores tão refnianos, que nos colocam alerta, escondendo perigos e medos, invejas e mentiras. Para tal, contribui igualmente o trabalho da direcção de fotografia, de Natasha Braier, e do departamento de som.

Cliff Martinez volta a colaborar com Refn e é o responsável pela fabulosa banda sonora, onde reconhecemos sonoridades do mundo da moda com o seu quê de sinistro.

The Neon Demon - O Demónio de Néon é o alerta mais brutal e estético possível contra a obsessão do mundo pelo ideal de beleza. Nicolas Winding Refn faz-nos temer as mulheres e, ao mesmo tempo, mostra-nos o seu poder.

Sugestão da Semana #234

Das estreias da passada Quinta-feira, a Sugestão da Semana destaca o polémico The Neon Demon - O Demónio de Néon, de Nicolas Winding Refn. Os mais sensíveis que se cuidem.

THE NEON DEMON - O DEMÓNIO DE NÉON


Ficha Técnica:
Título Original: The Neon Demon
Realizador: Nicolas Winding Refn
Actores: Elle Fanning, Christina Hendricks, Keanu ReevesKarl GlusmanJena MaloneBella HeathcoteAbbey Lee
Género: Horror, Thriller
Classificação: M/18
Duração: 118 minutos

domingo, 21 de agosto de 2016

Estreias da Semana #234

Esta Quinta-feira chegaram sete novos filmes aos cinemas portugueses. A Vida Secreta dos Nossos Bichos e The Neon Demon - O Demónio de Néon são duas das estreias em destaque.

A Vida Secreta dos Nossos Bichos (2016)
The Secret Life of Pets
Num edifício de apartamentos em Manhattan, a vida para os habitantes de quatro patas começa quando os seus donos saem para o trabalho. A rotina consiste em partilhar histórias humilhantes sobre os humanos e treinar olhares adoráveis que resultem em mais biscoitos. O líder do grupo é Max, um esperto e determinado terrier que vê a sua posição ameaçada pelo recém chegado Duke, um desajeitado cão sem raça e sem educação. Rapidamente, os rivais são obrigados a juntar forças quando descobrem que Snowball, um adorável coelhinho branco, está a reunir um exército de animais de estimação abandonados para se vingarem da humanidade.

O Grande Fúsi (2015)
Fúsi
Fúsi está na casa dos 40 e ainda lhe falta coragem para entrar no mundo dos adultos. Vive o quotidiano, em que a rotina é fulcral, como um sonâmbulo. Quando uma mulher fervilhante e uma rapariga de oito anos entram inesperadamente na sua vida é forçado a dar o salto.

Os Traficantes (2016)
War Dogs
Dois amigos vivem em Miami na altura em que começa a guerra no Iraque e decidem explorar um programa de incentivos governamentais pouco conhecido que permite a pequenos empresários tornarem-se fornecedores do exército. Enquanto o negócio cresce, o dinheiro ganho permite-lhes ter uma vida luxuosa. Até ao dia em que conseguem um contrato no valor de 300 milhões de dólares para armar o exército afegão. Um contrato que os põe em contacto com indivíduos de reputação muito duvidosa - incluindo elementos do próprio governo norte-americano.

Regresso a Ítaca (2014)
Retour à Ithaque
Uma noite num terraço em Havana, cinco amigos encontram-se para festejar o regresso de Amadeo, depois de 16 anos de exílio. Do pôr ao nascer do sol, falam da juventude, da fé no futuro que tinham mas também da desilusão do presente.

The Neon Demon - O Demónio de Néon (2016)
The Neon Demon

Jesse, uma aspirante a modelo, muda-se para Los Angeles, e rapidamente vê a sua juventude e vitalidade sugadas por um grupo de mulheres obcecadas com a beleza, que farão o que for necessário para ter aquilo que ela tem.

Todos Para Sul (2015)
Babysitting 2
Franck, Sonia, Sam, Ernest, Alex e Estelle viajam até ao Brasil para passarem um período de férias de sonho no hotel ecológico de Jean-Pierre, o pai de Sonia. Uma manhã, os rapazes saem para uma excursão à floresta amazónica na companhia da guia Yolande, a avó de Sonia. O grupo desaparece e apenas a câmara de vídeo que levaram é encontrada. Nela pode estar o mistério para desvendar o seu paradeiro.

Virar a Página (2016)
Tumbledown
Hannah luta para seguir em frente após a morte do marido, um popular cantor folk, leva uma vida simples, longe do ruído e do caos da cidade e tenta preencher o vazio com a tarefa de escrever a biografia do falecido. Quando Andrew, um arrogante escritor nova-iorquino, surge para a confrontar com as circunstâncias ambíguas em que o marido morreu, Hannah repele-o. Mas Andrew não é de desistir facilmente e Hannah descobre que a sua aspereza e assertividade são um desafio bem-vindo e uma mudança agradável que a afastam da preocupação e dos cuidados sufocantes de amigos e familiares.

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Sugestão da Semana #233

Das estreias da passada Quinta-feira, a Sugestão da Semana destaca Águas Perigosas. Independentemente de ser ou não um grande filme, certamente é um dos que mais apetece ver no Verão, juntando surfistas e um tubarão.

ÁGUAS PERIGOSAS


Ficha Técnica:
Título Original: The Shallows
Realizador: Jaume Collet-Serra
Actores: Blake Lively, Óscar Jaenada, Angelo Jose 
Género: Drama, Horror, Thriller
Classificação: M/12
Duração: 86 minutos

sábado, 13 de agosto de 2016

Estreias da Semana #233

Esta Quinta-feira chegaram seis filmes às salas de cinema portuguesas. A Lenda do Dragão e Águas Perigosas estão entre as estreias.

A Lenda do Dragão (2016)
Pete's Dragon
Durante anos, o Sr. Meacham (Robert Redford) encantou as crianças com as suas histórias sobre o dragão feroz que vive na floresta. Para a sua filha, Grace (Bryce Dallas Howard), que trabalha como guarda-florestal, não passam de contos de fadas... até conhecer Pete (Oakes Fegley). Pete é um misterioso rapaz de 10 anos, sem família e sem casa, que afirma viver na floresta com um dragão verde gigante chamado Elliott. Segundo a descrição de Pete, Elliott é muito parecido com o dragão das histórias do Sr. Meacham. Com a ajuda de Natalie (Oona Laurence), uma rapariga de 11 anos cujo pai, Jack (Wes Bentley), é proprietário da serração local, Grace parte determinada a descobrir a verdade sobre as origens de Pete e do seu dragão.

Águas Perigosas (2016)
The Shallows
Numa zona recôndita do México, Nancy Adams (Blake Lively), estudante de medicina e amante de surf, consegue encontrar a praia secreta que era o local favorito da sua mãe, recentemente falecida. Sabe que é perigoso nadar sozinha, mas decide correr o risco quando a sua companheira de viagem fica a dormir após uma noite de farra. Liga para casa, diz ao pai e à irmã que encontrou o lugar especial que procurava e faz-se ao mar. Um ataque súbito deixa-a ferida e isolada nos baixios a duzentos metros da praia. Entre ela e a salvação encontra-se um grande tubarão branco que defende o seu território de caça. E a maré está a subir...

Mas Que Família É Esta? (2016)
C'est quoi cette famille?!
Bastien, de 13 anos, está no centro de uma família complicada: seis meios-irmãos, oito "pais" e muitas casas. Os seus horários familiares são muito mais complexos do que os de um estudante universitário. Por isso, já chega: as crianças decidem fazer a sua revolução e inverter as regras. Juntos, ocupam um grande apartamento e dizem que, a partir de agora, são os pais que se mexem!

Nerve - Alto Risco (2016)
Nerve
Uma estudante do ensino secundário envolve-se num jogo online de verdade ou consequência, onde todos os seus passos começam a ser manipulados por uma comunidade anónima de "observadores".

Quo Vado - Ou Já Foste! (2016)
Quo Vado?
Checco tem 39 anos e conseguiu tudo o que sempre sonhou na vida: viver com os pais para evitar os custos de uma vida independente; apaixonar-se sem enfrentar o drama do casamento e dos filhos, e, acima de tudo, ter um emprego seguro. E nada melhor do que um lugar como funcionário público no posto local de Caça e Pesca, onde durante 10 anos não fez outra coisa senão carimbar licenças, sendo recompensado com pequenos presentes pelos locais. Um dia, tudo muda: a reforma chega à Administração Pública e o seu posto é extinto. Mas Checco será capaz de tudo, recusando uma indemnização e sujeitando-se à mobilidade ainda que esta o coloque no Polo Norte…

Viver Depois de Ti (2016)
Me Before You
Louisa "Lou" Clark (Emilia Clarke) vive numa pitoresca vila no campo, em Inglaterra. Sem um rumo definido na vida, a jovem de 26 anos anda de trabalho em trabalho para ajudar a família. Ao aceitar um emprego numa mansão local, torna-se assistente domiciliária e companhia de Will Traynor (Sam Claflin), um jovem e abastado banqueiro confinado a uma cadeira de rodas após um acidente ocorrido há dois anos. Abandonando a alma aventureira de outros tempos, o agora cínico Will desistiu de praticamente tudo. Mas algo muda quando Lou decidir mostrar-lhe que a vida merece ser vivida.

domingo, 7 de agosto de 2016

Sugestão da Semana #232

Das estreias da passada Quinta-feira, o Hoje Vi(vi) um Filme destaca o clássico de 1975, Dersu Uzala – A águia da Estepe, de Akira Kurosawa.

DERSU UZALA - A ÁGUIA DA ESTEPE


Ficha Técnica:
Título Original: Dersu Uzala
Realizador: Akira Kurosawa 
Actores: Maksim Munzuk, Yuriy Solomin, Mikhail Bychkov
Género: Aventura, Biografia, Drama
Classificação: M/12
Duração: 144 minutos

quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Estreias da Semana #232

Oito filmes chegam às salas de cinema esta Quinta-feira. As atenções focam-se em especial na estreia de Esquadrão Suicida.

Blinky Bill (2015)
Blinky Bill the Movie
Blinky Bill é um coala com uma grande imaginação. Aventureiro de coração, sonha deixar a pequena cidade onde vive para seguir as pisadas do seu pai. O Sr. Bill desapareceu no deserto australiano há algum tempo e Blinky é o único a acreditar que ele ainda está vivo. Quando descobre uma pista que o poderá levar ao pai, Blinky embarca numa aventura pelo deserto. Rapidamente faz amizade com Nutsy, uma coala habituada a viver num zoo, e Jacko, um lagarto fala-barato. Constantemente perseguido por um vingativo gato que tem contas a ajustar com Blinky, o trio de aventureiros terá de descobrir em conjunto como sobreviver à paisagem australiana e encontrar o pai de Blinky.

Dersu Uzala – A águia da Estepe (1975)
Dersu Uzala
A história do encontro, no começo do século XX, de um militar, explorador e topógrafo, e de um caçador e guia, de nome Dersu Uzala, cuja amizade se cimenta ao longo de uma expedição. É também uma admirável reflexão sobre o fim de um mundo e de uma forma de vida.

A agente Amanda Waller (Viola Davis) quer reunir um grupo secreto de indivíduos com pouco ou nada a perder, e construir uma equipa – o Esquadrão Suicida - com os mais perigosos, até agora encarcerados, super vilões. Será preciso armá-los com um poderoso arsenal à disposição do Governo e enviá-los numa missão para derrotar uma enigmática e, aparentemente, invencível entidade que ameaça o mundo. No entanto, quando os seus membros percebem que não foram escolhidos pela possibilidade de sucesso mas antes pela sua fácil culpabilidade se falharem a missão, irão tentar chegar ao fim ou será cada um por si? 

Experimenter: Stanley Milgram, o Psicólogo que Abalou a América (2015)
Experimenter
Na Universidade de Yale, em 1961, Stanley Milgram concebe uma experiência radical, em que os participantes são levados a pensar que aplicam choques eléctricos dolorosos a um estranho amarrado a uma cadeira noutro quarto. Apesar dos pedidos de misericórdia, a maioria dos indivíduos não interrompe a experiência, chegando a administrar o que pensam ser choques eléctricos de intensidade quase fatal, apenas porque receberam ordens para o fazer. A decorrer em simultâneo com o julgamento do nazi Adolf Eichmann, que entra nas salas de estar de toda a América, Milgram causa forte impacto na cultura popular e na comunidade científica com a sua exploração da tendência humana para obedecer à autoridade.

High Strung - Ao Ritmo do Sonho (2016)
High Strung
Um violinista encontra uma bailarina clássica no metro de Nova Iorque. Com a ajuda de um grupo de dança hip hop tentam preparar-se para uma competição que pode mudar as suas vidas para sempre.

Histórias de Bairro (2015)
Asphalte
Um prédio numa cidade. Um elevador avariado. Três encontros. Seis personagens. Será que Sternkowtiz abandona a sua cadeira de rodas para encontrar o amor de uma enfermeira da noite? Conseguirá Charly, adolescente negligenciado, fazer reviver um papel a Jeanne Meyer, actriz dos anos 80? E que acontecerá a John McKenzie, astronauta caído do céu e recolhido pela Senhora Hamida?

Mães à Solta (2016)
Bad Moms
Uma mulher com uma vida aparentemente perfeita - bonita, com um bom casamento, filhos estudiosos, uma linda casa e sucesso no trabalho -, sente-se exausta ao ponto de estar prestes a explodir. Farta, une forças com outras duas mães nas mesmas condições e decide livrar-se de todas as responsabilidades, iniciando um período de liberdade e diversão - uma atitude que choca a presidente da associação de pais, Bee Gwendolyn, e o seu grupo de mães perfeitas e dedicadas.

Race: 10 Segundos de Liberdade (2016)
Race
Como estudante e atleta na América da época da Depressão, Jesse carrega o fardo das expectativas da família, dos preconceitos raciais e dos seus próprios elevados padrões para a competição. Na Ohio State University, Jesse conhece o treinador Larry Snyder, um ex-atleta experiente e sem medo de o forçar até ao limite. As suas vitórias nas competições universitárias garantem-lhe lugar na equipa olímpica dos EUA. Ao chegarem a Berlim, para os Jogos Olímpicos de 1936, Jesse e os seus colegas vão entrar num campo minado de racismo e política. Com o mundo a assistir, Jesse vai pôr em relevo a história do racismo no seu próprio país, assim como a opressão do regime de Hitler.

quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Crítica: Esquadrão Suicida / Suicide Squad (2016)

"Uh-Oh"
Harley Quinn

*6/10*

Um dos filmes mais esperados de 2016 - em especial pelos fãs de comic books - toma de assalto os cinemas em forma de Esquadrão Suicida. Os vilões mais implacáveis são obrigados a juntarem-se para... salvar o mundo.

O realizador David Ayer parece ter-se sentido intimidado pelos actores e personagens que tinha em mãos e, afinal, são só mesmo eles que brilham no meio do argumento pouco elaborado e muito atribulado. As atenções são sugadas especialmente pela fabulosa Harley Quinn de Margot Robbie, encantadora e mortífera. É a namorada de Joker o elo entre os vários conflitos do filme, e é ela também quem mais se destaca.


A agente Amanda Waller (Viola Davis) quer reunir um grupo secreto de indivíduos com pouco ou nada a perder, e construir uma equipa – o Esquadrão Suicida - com os mais perigosos, até agora encarcerados, super vilões. Será preciso armá-los com um poderoso arsenal à disposição do Governo e enviá-los numa missão para derrotar uma enigmática e, aparentemente, invencível entidade que ameaça o mundo. No entanto, quando os seus membros percebem que não foram escolhidos pela possibilidade de sucesso mas antes pela sua fácil culpabilidade se falharem a missão, irão tentar chegar ao fim ou será cada um por si? 

É com a companhia de Harley Quinn (Margot Robbie), Deadshot (Will Smith), Boomerang (Jai Courtney), Killer Croc (Adewale Akinnuoye-Agbaje), Diablo (Jay Hernandez), Katana (Karen Fukuhara), do soldado Rick Flag (Joel Kinnaman) e da arqueóloga June Moone - ou Enchantress - (Cara Delevingne), para além da mentora do Esquadrão, Amanda Waller, e de Joker (Jared Leto), que não larga a sua amada, que partimos nesta jornada perigosa e um tanto imprevisível, onde os vilões surgem de onde menos se espera. Vilões contra vilões, numa luta entre o bem e os vários males.


Bruxas, espíritos e criminosos a abater no mesmo filme não será tarefa fácil para o Esquadrão Suicida de Ayer. A longa-metragem tem medo de arriscar, receia os seus vilões que tão bem a dominam, com humor e personalidade e com uma ou outra batalha entusiasmante. Contudo, nada de novo no que toca a super-heróis (ou super-vilões).

Eis as forças do filme: Will Smith, Jared Leto, Viola Davis, Joel Kinnaman, Cara Delevingne, Adewale Akinnuoye-Agbaje, Karen Fukuhara, Jay Hernandez, Jai Courtney e, principalmente, Margot Robbie. Como Quinn, Robbie é maquiavélica, apaixonada, louca, mas doce e perspicaz em igual medida, a actriz é magnética e revela-se a grande surpresa do filme. Jared Leto segue-a de perto, com o seu Joker brutal, impiedoso, de gargalhada arrepiante e sorriso mordaz - mesmo com pouco tempo de antena, ele intimida-nos. Jay Hernandez é o reservado Diablo, num desempenho tímido, mas sofredor e com quem facilmente se cria empatia. Ainda de destacar são as interpretações de Will Smith, competente como Deadshot, certeiro, líder e cheio de esperança, e Viola Davis, na pele da fria e intransigível agente Waller, que lidera as operações e as vidas dos vilões.


Com uma uma excelente e ritmada banda sonora, que combina faixas que marcaram gerações com o trabalho do compositor Steven Price, o filme de David Ayer é apenas mediano. Este Esquadrão Suicida não vai além de um desfile de personagens icónicas com que, é verdade, iremos sentir afinidade, por muito maus que sejam.