quarta-feira, 29 de junho de 2016

Crítica: O Clube / El Club (2015)

*8/10*

A temática da pedofilia na Igreja é filmada por Pablo Larraín com secretismo e claustrofobia, ganhando um ritmo incrivelmente envolvente à medida que a acção se desenrola. O tema foi tabu durante muito tempo, mas o realizador chileno não teve medo de agarrar o assunto de frente.

Quatro homens, antigos padres, moram juntos numa casa isolada, numa pequena vila à beira mar. Foram enviados para este lugar para expiarem pecados do passado. Vivem sob um rigoroso regime, debaixo do olhar atento de uma vigilante, até que o equilíbrio desta rotina é interrompido pela chegada de um quinto homem, um companheiro recentemente caído em desgraça, trazendo com ele o passado que todos julgavam ter deixado para trás.

Um filme subtil mas muito perturbador, com o fantasma da pedofilia a pairar, sem cessar. O silêncio, a pena cumprida longe das autoridades legítimas para os punir, o passado que regressa e os atormenta, a capacidade de fazer os actos mais macabros para esconder a verdade. O Clube funciona sob um clima de opressão constante - das personagens e do espectador, revoltado.


Larraín continua a afirmar-se como um cineasta cheio de garra e personalidade. O Clube é duro, os planos opressivos, a linguagem é incómoda, brutal. Afinal, este "clube" é, como diz quem vem de fora, "um centro de oração e penitência" ou "uma cadeia", para os que lá vivem? E onde fica a justiça (Divina ou dos Homens)?

terça-feira, 28 de junho de 2016

Sugestão da Semana #226

Das estreias da passada Quinta-feira, a Sugestão da Semana destaca A Academia das Musas, de José Luis Guerín.

A ACADEMIA DAS MUSAS


Ficha Técnica:
Título Original: La academia de las musas
Realizador: José Luis Guerín
Actores: Rosa Delor, Emanuela Forgetta, Patricia Gil
Género: Drama
Classificação: M/12
Duração: 92 minutos

sexta-feira, 24 de junho de 2016

Estreias da Semana #226

Cinco filmes chegaram esta Quinta-feira às salas de cinema portuguesas. À Procura de Dory e O Dia da Independência: Nova Ameaça são dois dos destaques.

A Academia das Musas (2015)
La Academia de las Musas
Ao regressar das aulas, um professor é questionado pela mulher que desconfia do seu projecto pedagógico: uma "academia de musas" inspirada por referências clássicas que, supostamente, irá contribuir para a regeneração do mundo através da poesia. O controverso projecto irá desencadear uma série de situações dominadas pelas palavras e pelo desejo.   

À Procura de Dory (2016)
Finding Dory
Depois de procurar Nemo, agora é Dory que precisa de ajuda. O esquecido peixe-fêmea azul e os amigos Nemo e Marlin entram numa procura de respostas sobre o passado de Dory. De que se consegue lembrar? Quem são os seus pais? E onde aprendeu a falar baleiês?

Maggie Tem Um Plano (2015)
Maggie's Plan
O plano de Maggie para ter um filho sozinha é ameaçado quando se apaixona por John, um homem casado, destruindo o seu casamento volátil com Georgette. Uma filha e três anos mais tarde, o amor de Maggie desapareceu e foi substituído por dilema: o que fazer quando se suspeita que seu marido e a sua ex-esposa são realmente perfeitos um para o outro?

O Dia da Independência: Nova Ameaça (2016)
Independence Day: Resurgence
Na sequela do filme de 1996, utilizando tecnologia extraterrestre recuperada dos destroços da primeira invasão, as nações da Terra colaboraram na criação de um imenso programa de defesa planetária. Mas nada as poderia preparar para as novas e ainda mais poderosas armas alienígenas. Agora, só o engenho e a coragem de um grupo de homens e mulheres pode impedir a extinção da humanidade. 

Os Anarquistas (2015)
Les Anarchistes
Em Paris de 1899, um jovem sargento da polícia é escolhido para se infiltrar numa célula anarquista. De início era apenas uma forma de obter uma promoção mais rápida, mas depressa o agente começa a criar laços no interior do grupo.

terça-feira, 21 de junho de 2016

Momentos para Recordar #38

O Momentos para Recordar regressa com animação. A escolha é Pacha e o Imperador, um atrevido filme da Disney, repleto de gargalhadas e non sense. Relembremos a cena em que tudo muda na vida do Imperador Kuzco.

Pacha e o Imperador (The Emperor's New Groove), Mark Dindal (2000)

segunda-feira, 20 de junho de 2016

Sugestão da Semana #225

Das estreias da passada Quinta-feira, a Sugestão da Semana destaca o mais recente filme de Mia Hansen-LøveO Que Está Por Vir, protagonizado por Isabelle Huppert, que estreou por cá no Festival IndieLisboa.

O QUE ESTÁ POR VIR



Ficha Técnica:
Título Original: L'avenir 
Realizadora: Mia Hansen-Løve
Actores: Isabelle Huppert, André Marcon, Roman KolinkaEdith Scob
Género: Drama
Classificação: M/12
Duração: 100 minutos

sábado, 18 de junho de 2016

Crítica: Olmo e a Gaivota (2015)

*7.5/10*


Olmo e a Gaivota é uma surpreendente vertigem de emoções e sentimentos, num exercício corajoso e arriscado de desconstrução da maternidade.

​​Nesta docuficção realizada por Petra Costa e Lea Glob, os actores Olivia Corsini e Serge Nicolai do Théâtre du Soleil (Paris) descobrem que Olivia está grávida quando estão a preparar a peça A Gaivota de Anton Tchekov.​ ​A actriz confronta-se com a ausência de poder sobre o seu próprio corpo e o casal tem de aprender a conviver com a nova realidade.

As fronteiras entre realidade e ficção não se conseguem delimitar. O argumento funde-se com a vida real do casal protagonista e, enquanto os dois actores vivem a gravidez do primeiro filho, seguem também orientações das realizadoras neste Olmo e A Gaivota. E este filme é dos quatro, um registo de realidade e ficção de um momento único da vida do casal. São explorados e exteriorizados sentimentos fortes e difíceis de lidar.


Há questões que surgem: e quando a família interfere com a vida profissional (e vice-versa)? Como aceitar as inesperadas reviravoltas de uma gravidez que se adivinhava tranquila? E todas as mudanças hormonais, de humor, as inseguranças e medos?

As realizadoras fazem-nos mergulhar num turbilhão de emoções, neste filme extremamente sensorial. Os actores entregam-se a dobrar, numa tentativa de encenação da sua própria vida. Olmo e a Gaivota é uma experiência original, intensa e sentida.

Estreias da Semana #225

Esta Quinta-feira chegaram às salas de cinema portuguesas seis novos filmes.

A Febre do Mississipi (2015)
Mississippi Grind
Gerry (Ben Mendelsohn) é um talentoso jogador de póquer, cheio de problemas e prestes a ser consumido pelo seu hábito de jogar. Mas a sua sorte começa a mudar depois de conhecer Curtis (Ryan Reynolds). Gerry convence o seu novo "amuleto da sorte" a fazer-se à estrada com ele até Nova Orleães, para participarem na maior aposta de sempre num jogo de póquer. Os altos e baixos que irão sofrer acabam por revelar o verdadeiro carácter e as motivações de cada um, mas ajudam também a criar uma forte cumplicidade entre ambos.

Deusas em Fúria (2015)
Angry Indian Goddesses
Frieda, uma conhecida fotógrafa de moda, decide reunir as amigas mais próximas em Goa, para as surpreender com uma inesperada notícia: o seu casamento. Assim começa uma improvisada festa de despedida que dura uma semana, num misto de diversão e frenesim, desgosto e sofrimento, paixão e obsessão, juventude e inocência, no meio dos quais importantes segredos e irreversíveis tensões se revelam.

E Agora Invadimos o Quê? (2016)
Where to Invade Next
Michael Moore assume o papel de invasor para provar que as soluções para os grandes problemas dos EUA já existem noutras partes do mundo. Apenas esperam implementação na maior potência do planeta.

Mestres da Ilusão 2 (2016)
Now You See Me 2
Um ano após enganarem o FBI e ganharem a admiração do público com os seus espectáculos de magia ao estilo de Robin dos Bosques, os quatro ilusionistas (Jesse Eisenberg, Woody Harrelson, Dave Franco e Lizzy Caplan) regressam com um novo espectáculo que tem como objectivo expor as práticas antiéticas de um magnata da tecnologia. O homem que querem alcançar com o seu número do desaparecimento é Walter Mabry (Daniel Radcliffe), um prodígio da tecnologia que obriga os Cavaleiros a desenvolverem o seu golpe mais incrível de sempre. A única esperança que lhes resta é realizar um último acto sem precedentes, de forma a limparem os seus nomes e revelarem o cérebro por trás de tudo.

O Que Está Por Vir (2016)
L'Avenir
Nathalie ensina filosofia num liceu em Paris. Entrega-se à sua profissão com paixão e gosta particularmente de ensinar os alunos a pensar. É casada, tem dois filhos e divide o seu tempo entre a família, os antigos alunos e a sua possessiva mãe. Um dia, o marido anuncia-lhe que vai deixá-la, por ter encontrado outra mulher. Vendo-se de repente em plena posse da sua liberdade, Nathalie tem de reinventar a sua vida.

Sing Street (2016)
Nos anos 80, um rapaz de Dublin foge da família, vai para Londres e forma uma banda a fim de impressionar a misteriosa rapariga de quem gosta.

domingo, 12 de junho de 2016

Sugestão da Semana #224

Das estreias da passada Quinta-feira, a Sugestão da Semana destaca O Clube, de Pablo Larraín.

O CLUBE


Ficha Técnica:
Título Original: El club
Realizador: Pablo Larraín
Actores: Alfredo Castro, Roberto Farías, Antonia ZegersMarcelo AlonsoJaime VadellAlejandro GoicAlejandro SievekingJosé SozaFrancisco Reyes
Género: Drama
Classificação: M/18
Duração: 98 minutos