segunda-feira, 30 de maio de 2016

Sugestão da Semana #222

Das estreias da passada semana, a Sugestão da Semana destaca a comédia Bons Rapazes, com Russell Crowe e Ryan Gosling.

BONS RAPAZES


Ficha Técnica:
Título Original: The Nice Guys
Realizador: Shane Black
Actores: Russell Crowe, Ryan Gosling, Angourie Rice, Matt Bomer
Género: Acção, Comédia, Crime
Classificação: M/14
Duração: 116 minutos

quarta-feira, 25 de maio de 2016

Estreias da Semana #222

Esta semana as estreias dividem-se por dois dias, 25 e 26 de Maio. Em semana de feriado, são cinco os filmes a estrear.

Alice do Outro Lado do Espelho (2016)
Alice in Wonderland: Through the Looking Glass
Alice Kingsleigh (Mia Wasikowska) passou os últimos anos a seguir as pisadas do pai e a navegar pelos mares. De volta a Londres, encontra um espelho mágico que lhe permite regressar ao reino fantástico do País das Maravilhas e aos seus amigos Coelho Branco (Michael Sheen), Lagarto (Alan Rickman), Gato de Cheshire (Stephen Fry) e Chapeleiro Louco (Johnny Depp). E é precisamente o Chapeleiro Louco que enfrenta um grave problema: perdeu a sua excentricidade. Mirana (Anne Hathaway) envia então Alice para pedir o Chronosphere, um globo metálico que se encontra no interior da câmara do Grande Relógio que alimenta todo o tempo. Ao regressar ao passado, Alice vai deparar-se com amigos e inimigos em pontos diferentes das suas vidas e embarcar numa corrida perigosa para salvar o Chapeleiro Louco, antes que seja tarde de mais.

Aluga-se Família (2015)
Une famille à Louer
Paul-André é um quarentão introvertido. Rico, mas solitário, aborrece-se e decide que precisa de uma família. Violette, que está prestes a ser despejada da sua casa receia perder a custódia dos dois filhos. É então que Paul-André lhe faz uma proposta: Violette e os filhos passam a ser a sua família e ele paga-lhes todas as dívidas.

Bons Rapazes (2016)
The Nice Guys
Em Los Angeles, durante a década de 70, Holland March (Ryan Gosling) e Jackson Healy (Russell Crowe) são dois detectives privados forçados a trabalhar em conjunto para deslindarem um caso que envolve o desaparecimento de uma jovem e a morte aparentemente não relacionada de uma antiga estrela de filmes para adultos.

O Amor É Uma Coisa Estranha (2014)
Love Is Strange
Após 39 anos juntos, Ben e George decidem dar o nó numa conservatória do registo civil em Manhattan, na sequência da aprovação da lei que permite o casamento entre homossexuais. No regresso da lua-de-mel, Ben é despedido do seu emprego de longa data como maestro de coro numa escola católica mista, por causa dos votos de casamento. Sem economias, o casal percebe que não tem condições para continuar a pagar o pequeno apartamento em Chelsea, onde vive. Poucos dias depois de se juntarem para celebrar as núpcias, família e amigos reúnem-se para descobrir como ajudar os dois amigos.

Uma Nova Amiga (2014)
Une Nouvelle Amie
Uma mulher faz uma descoberta surpreendente acerca do marido da sua falecida melhor amiga.

domingo, 22 de maio de 2016

Cannes 2016: Os vencedores

Já são conhecidos os vencedores do Festival de Cannes 2016.


Competição Oficial

Palma de Ouro
I, DANIEL BLAKE, de Ken LOACH

Grande Prémio do Júri
JUSTE LA FIN DU MONDE (IT'S ONLY THE END OF THE WORLD), de Xavier DOLAN

Melhor Realizador (Ex-aequo)
Olivier ASSAYAS (PERSONAL SHOPPER) e Cristian MUNGUI (GRADUATION)

Prémio do Júri 
AMERICAN HONEY, de Andrea ARNOLD

Melhor Argumento
THE SALESMAN (FORUSHANDE), de Asghar FARHADI

Melhor Actor:
Shahab HOSSEINI, em THE SALESMAN (FORUSHANDE)

Melhor Actriz
Jaclyn JOSE, em MA' ROSA

Caméra d’Or
DIVINES, de Houda BENYAMINA

Palma de Ouro para Melhor Curta-metragem
TIMECODE, de Juanjo GIMÉNEZ

Menção Especial - Curta-metragem
A MOÇA QUE DANÇOU COM O DIABO, de João Paulo MIRANDA MARIA

Palma de Ouro Honorária
Jean-Pierre LÉAUD

Palme Dog (póstumo)
Nellie, em PATERSON

Un Certain Regard

Prémio Un Certain Regard
THE HAPPIEST DAY IN THE LIFE OF OLLI MÄKI (HYMYILEVÄ MIES), de Juho KUOSMANEN

Prémio do Júri - Un Certain Regard
HARMONIUM (FUCHI NI TATSU), de Kôji FUKADA

Prémio de realização Un Certain Regard
CAPTAIN FANTASTIC, de Matt ROSS

Prémio de Melhor Argumento - Un Certain Regard
Delphine COULIN, Muriel COULIN, por THE STOPOVER (VOIR DU PAYS)

Prémio Especial Un Certain Regard
THE RED TURTLE (LA TORTUE ROUGE), de Michael DUDOK DE WIT


A lista completa de vencedores e outras informações podem encontrar-se aqui.

Sugestão da Semana #221

Das estreias da passada Quinta-feira, o Hoje Vi(vi) um Filme destaca A Lagosta como Sugestão da Semana. O mais recente filme do realizador grego Yorgos Lanthimos conta com Colin Farrell, Rachel WeiszLéa Seydoux, Ben Whishaw e John C. Reilly no elenco. A crítica pode ser lida aqui.

A LAGOSTA


Ficha Técnica:
Título Original: The Lobster
Realizador: Yorgos Lanthimos 
Actores: Colin FarrellRachel WeiszLéa SeydouxBen WhishawJohn C. Reilly, Jessica BardenAriane LabedAngeliki Papoulia
Género: Comédia, Drama, Romance
Classificação: M/16
Duração: 118 minutos

sábado, 21 de maio de 2016

Estreias da Semana #221

Na passada Quinta-feira, chegaram aos cinemas portugueses dez novos filmes. A Lagosta, Cinzento e NegroX-Men: Apocalipse são alguns dos títulos em destaque.

A Canção do Mar (2014)
Song of the Sea
Ben e sua irmã mais nova Searsha - a última criança-foca - embarcam numa viagem fantástica, através de um mundo de lendas e criaturas mágicas, numa tentativa de voltarem à sua casa à beira-mar. O filme é inspirado nas "Selkies", criaturas de origem mitológica do folclore irlandês, que vivem como focas no mar, mas que em terra se tornam humanas.

A Correspondência (2016)
La Corrispondenza
Amy Ryan (Olga Kurylenko) é uma jovem estudante universitária que nos tempos livres trabalha como dupla no cinema e na televisão. Amy é também a amante do professor de astrofísica Ed Phoerum (Jeremy Irons), um homem casado. Apesar das limitações, o relacionamento dura seis anos, com encontros na desabitada casa de família de Ed, em Borgoventoso, na Itália. Um dia, o professor desaparece sem dar qualquer explicação. Amy tenta perceber o porquê da distância e de ele continuar a enviar-lhe mensagens todos os dias. São mensagens de voz, emails e até mesmo mensagens de vídeo gravadas em DVD e entregues pelo correio.

Num futuro distópico não tão distante quanto isso, todos os solteiros, de acordo com as leis da Cidade, são levados para o Hotel, onde se vêem obrigados a encontrar um par romântico em 45 dias. Caso contrário, serão transformados num animal à escolha e libertados na floresta.

Aqui, em Lisboa: Episódios da Vida da Cidade (2015)
Em 2013, para celebrar o seu décimo aniversário, o festival de cinema IndieLisboa convidou quatro realizadores para filmarem em Lisboa. Quatro autores com quatro visões diferentes da cidade de Lisboa, passando pela ficção, o documentário, a comédia ou o fantástico.

Atividades Criminosas (2015)
Criminal Activities
Quatro amigos tropeçam numa oportunidade de negócio irrecusável. Quando corre mal, descobrem que parte do financiamento veio de um chefe da máfia particularmente cruel. Agora, têm de sequestrar um elemento da família de um chefe rival. Se falharem, pagarão o que devem com a própria vida.

Cinzento e Negro (2015)
Uma história vulcânica. Traição, roubo e fuga, perseguição e vingança. Amor, solidão e morte.

O Gang - Assalto Arriscado (2016)
Braqueurs
Yanis, Eric, Nasser e Frank formam o gang de assaltantes mais eficiente de toda a região de Paris. Entre cada golpe, cada um deles gere, da melhor forma possível, a sua vida familiar, entre sentimentos de paranóia, isolamento e bastante ansiedade face ao próximo assalto. É então que Amine, o irmão mais novo de Yanis, deixa-se levar pela ganância, comete um erro e leva todos a terem que trabalhar para os maiores criminosos da cidade. Ao invés de terem como alvo um carro blindado de transporte de valores, como costumava acontecer, desta vez o objectivo é roubar um carregamento de vários quilos de heroína.

O Senhor Juiz (2015)
L'Hermine
Michel Racine é um juiz solitário, temido e odiado por todos. Rígido consigo e com os outros, é chamado o Juiz dos dois dígitos: com ele, todos apanham mais de dez anos. Tudo muda quando reencontra Birgit Lorensen-Coteret, um dos membros do júri que terá de julgar um homem acusado de homicídio.

Uma Aventura no Jurássico (2012)
Dino Time
Uma máquina do tempo leva Ernie, Júlia e Max a uma viagem de 65 milhões de anos ao passado, até a um ninho de uma Tiranossauro Rex que os adopta como filhos. Os três terão de conseguir voltar para casa, mas não sem antes explorar o mundo Jurássico e viver grandes aventuras.

X-Men: Apocalipse (2016)
X-Men: Apocalypse
Desde o início da civilização, Apocalipse era adorado como um deus. O primeiro e mais poderoso mutante do universo X-Men, acumulou poderes e tornou-se imortal. Ao acordar após milhares de anos, fica desiludido com o mundo que encontra e recruta um grupo de poderosos mutantes, incluindo um desiludido Magneto (Michael Fassbender), para purificar a humanidade e criar uma nova ordem mundial, sobre a qual reinará. Com o destino da Terra em causa, Raven (Jennifer Lawrence), com a ajuda do Professor X (James McAvoy), irá liderar uma equipa de jovens mutantes para combater o inimigo e salvar a humanidade da destruição.

terça-feira, 17 de maio de 2016

Crítica: Macbeth (2015)

"What's done, it's done."
Lady Macbeth
*7/10*

No ano em que se assinalam 400 anos da morte de William Shakespeare, Macbeth chegou aos cinemas pela mão de Justin Kurzel. Uma interpretação assombrosa da obra do escritor, sombria, obscura, dotada de um visual desarmante.

Macbeth (Michael Fassbender), o Senhor de Glamis, recebe uma profecia de um trio de bruxas que um dia se tornará Rei da Escócia. Consumido pela ambição e incentivado pela sua esposa, Lady Macbeth (Marion Cotillard), Macbeth mata o rei e toma o trono para si .


O risco não assustou o realizador Justin Kurzel. Fiel ao classicismo do texto, que, por si só, não chegaria para conquistar o público, é visualmente que ficamos "enfeitiçados", qual quadro em movimento. Sombras, nevoeiro, cores escuras mas carregadas de sensações e sentimentos fortes. Um trabalho de mestre da direcção de fotografia, hipnótico. A banda sonora e efeitos sonoros são outro ponto forte. Remetem-nos para um tempo de traição e guerra, de bruxas e fantasmas.

Nas interpretações, Michael Fassbender é um Macbeth trágico e esplêndido, com garra, coragem, medo e respeito pelos pecados que comete. Por seu lado, Marion Cotillard não deslumbra nem conquista com a sua Lady Macbeth corrosiva, persuasiva, quase uma bruxa, que se perde entre feitiços, loucura e ambição desmedida.


Tudo por uma coroa, Macbeth de Kurzel não vai marcar a História das adaptações cinematográficas de Shakespeare, mas oferece um belíssimo filme de autor e mais uma fabulosa performance de Fassbender.

segunda-feira, 16 de maio de 2016

A Festa do Cinema 2016 já começou

A 2ª edição da Festa do Cinema começou hoje, dia 16, e prolonga-se até 18 de Maio. Durante estes três dias, os bilhetes de cinema estarão a 2.50€ nas salas de cinema nacionais.

A organização espera chegar aos 250 mil espectadores, depois do sucesso da edição de 2015.


Este ano, a Festa do Cinema estabeleceu uma parceria com a Academia Portuguesa de Cinema, que permitiu que o filme vencedor dos Prémios Sophia 2016, Amor Impossível, de António-Pedro Vasconcelos, volte a estar em exibição em salas seleccionadas, durante os dias da festa. Também o vencedor dos Globos de Ouro da Sic (também parceiro desta edição), As Mil e Uma Noites, de Miguel Gomes, será reposto em sala durante a Festa do Cinema.

A APEC - Associação Portuguesa de Empresas Cinematográficas, com o apoio do ICA - Instituto do Cinema e do Audiovisual, e dos distribuidores de conteúdos audiovisuais, representados pela FEVIP - Associação de Defesa das Obras Audiovisuais, GEDIPE  - Associação para a Gestão de Direitos de Autor, Produtores e Editores, e da IGAC - Inspeção-geral das Atividades Culturais, promovem, pelo segundo ano consecutivo, a Festa do Cinema em cerca de 500 salas, com mais de 94 mil lugares, durante três dias.

No valor dos bilhetes da Festa do Cinema não estão incluídos lugares VIP, sessões em 3D, IMAX, 4DX e eventos especiais.

Por aqui já fomos ver o Ensurdecedor e não ficaremos por aqui. Vão ao cinema.

Podia Ser Eu #6

O Podia Ser Eu regressa com uma escolha que já devia ter surgido há mais tempo mas que, incrivelmente, só agora me apercebi que me assentava que nem uma luva. Com um sentido de justiça muito apurado, eis a romântica, divertida, imaginativa e altruísta Amélie Poulain. Audrey Tautou veste-lhe tão bem a pele.


AMÉLIE POULAINO Fabuloso Destino de Amélie (Le fabuleux destin d'Amélie Poulain)