Hoje vi(vi) um filme: Estreias da Semana #171

sábado, 6 de junho de 2015

Estreias da Semana #171

Esta Quinta-feira foram quatro os filmes que chegaram às salas de cinema portuguesas. A Criança Nº44 e A Mulher de Ouro estão entre os títulos estreados.

A Criança Nº44 (2014)
Child 44
Baseado no best-seller de Tom Rob Smith, A Criança Nº 44 é um thriller que tem como pano de fundo a Rússia Estalinista dos anos 50. Produto do sistema soviético e órfão tornado herói, Leo Demidov (Tom Hardy) subiu na hierarquia do KGB, até se transformar numa estrela das investigações de actividades dissidentes.

Estações da Cruz (2014)
Kreuzweg
Maria está presa entre dois mundos. Aos 14 anos, na escola, tem os mesmos interesses de qualquer outra adolescente daquela idade, mas em casa, com a família, segue os ensinamentos católicos tradicionais da Sociedade Pio XII.

Mulher de Ouro (2015)
Woman in Gold
60 anos após ter fugido de Viena durante a Segunda Guerra Mundial, uma mulher idosa judia, Maria Altmann (Helen Mirren) começa sua jornada para recuperar os bens da família apreendidos pelos nazis, entre eles o famoso quadro Retrato de Adele Bloch-Bauer I, de Gustav Klimt. Juntamente com o seu inexperiente mas corajoso advogado Randy Schoenberg (Ryan Reynolds), Maria Altmann embarca numa grande batalha que os leva a confrontar o Estado austríaco e o Supremo Tribunal dos Estados Unidos, e que a obriga, ao longo deste processo, a confrontar-se com verdades difíceis sobre o passado.

Spy (2015)
Susan Cooper (Melissa McCarthy) é uma simples e sedentária analista da CIA, e o herói não reconhecido por trás das missões mais perigosas da Agência. Mas quando a identidade do seu parceiro (Jude Law) e de outro agente (Jason Statham) é comprometida, Cooper voluntaria-se para se disfarçar e infiltrar-se no mundo de um traficante de armas mortais, tentando evitar um desastre global.

1 comentário:

Os Filmes de Frederico Daniel disse...

"Mulher de Ouro": 5*

Eu não tinha grandes esperanças para o filme "Mulher de Ouro" e surpreendeu-me positivamente.
É um filme obrigatório este "Woman in Gold".

Cumprimentos cinéfilos, Frederico Daniel!
PS, Inês tens de o ver que ele é mesmo excelente.