sábado, 27 de abril de 2013

IndieLisboa'13: Sightseers

*8/10*

Sightseers chega pela mão de Ben Wheatley - realizador de Uma Lista a Abater (Kill List), de 2011 - e faz parte do Observatório do IndieLisboa'13. Um inesperado casal é o centro desta longa-metragem repleta de humor negro e sangue, onde a diversão é garantida.

Numa relação recente, mas muito apaixonada, Chris e Tina decidem fazer uma road trip de férias. Para ela, esta será uma experiência diferente de tudo o que está habituada, devido à sua ingenuidade e à pouca liberdade que a rabugenta mãe lhe dava. Em Chris, ela parece encontrar o homem com que sempre sonhou, mas, ao longo da viagem, Tina percebe que o namorado tem um rastilho mais curto do que a maioria das pessoas, e ferve em pouca água. Ainda assim, começa a acreditar que existem vários tipos de soluções para os problemas, mas esta viagem começa a ter muitos mais percalços do que se imaginava, e paz, essa, é que o casal não vai ter.

Antes de mais, Sightseers ganha pelos dois hilariantes protagonistas, que depressa nos fazem crer que os opostos se atraem. Tina é, aparentemente, uma mulher calma, frágil, inexperiente e ingénua, mas completamente apaixonada por Chris, cuja paciência tem um limite muito curto, não tolera má educação e resolve os conflitos de uma forma muito pouco comum. Sightseers passa-se entre discussões e muita paixão, mas, afinal, o amor tolera tudo e parece que eles foram feitos um para o outro.


O argumento é fabuloso, sarcástico, por vezes mórbido, e sem qualquer medo de chocar, com um humor fresco e tremendamente bem conseguido. Os protagonistas - com desempenhos encantadores de Alice Lowe e Steve Oram, também eles os argumentistas do filme - são a nossa companhia ao longo desta road trip, a que se junta, a certa altura, uma companhia canina muito especial.

Para o excelente resultado de Sightseers muito contribui a montagem fabulosa, a fotografia (dirigida por Laurie Rose), com cores suaves mas vívidas, que se adequam ao ambiente campestre repleto de paisagens deslumbrantes, e a banda sonora de Jim Williams, meia bucólica, mas onde encontramos também clássicos como Tainted Love.

Sightseers é inesperado até ao fim e uma lufada de ar fresco no IndieLisboa'13Ben Wheatley trouxe-nos uma grande surpresa, e será impossível não simpatizarmos com este casal com um feitio tão complicado, porque, afinal, ninguém gosta de má educação.

2 comentários:

Aníbal Santiago disse...

"O argumento é fabuloso, sarcástico, por vezes mórbido, e sem qualquer medo de chocar, com um humor fresco e tremendamente bem conseguido". Concordo tanto com esta afirmação.

Gostei imenso do filme, uma das belas surpresas do Indie. Boa Crítica (estou de acordo em praticamente tudo).

Cumprimentos

Inês Moreira Santos disse...

Foi mesmo uma óptima surpresa! :D
Obrigada, Aníbal.

Cumprimentos cinéfilos.