oportunidades-billboard

domingo, 16 de abril de 2023

Moinho Cine Fest 2023: Vencedores

Já são conhecidos os vencedores da 5.ª edição do Moinho Cine Fest. A Rotunda, de Carmen Tortosa, conquistou o prémio para Melhor Filme do festival.

A Rotunda, de Carmen Tortosa

O júri, constituído por Joana Nunes, Luís Miranda e Roberto Merino atribuiu os seguintes prémios:

Melhor Filme: A Rotunda, de Carmen Tortosa (Espanha) "pelo modo como o filme mostra a impossibilidade de aceder à prosperidade europeia por parte dos emigrantes africanos, mostrando-os nessa sua espera, nos bairros de lata e madeira em que vivem".

Melhor Filme Português: Boca Cava Terra, de Luís Campos (Portugal) "pelo modo como a sua realização efectiva uma história de uma quase esperança e de uma quase família, impossibilitadas ambas pelas dificuldades inerentes às vidas que têm que ser feitas pelo trabalho pouco remunerado".

Melhor Filme Internacional: A terra em que pisar, de Fáuston da Silva (Brasil) "pela forte narrativa que mistura resistência, luta e formas de expressar a realidade adversa com uma forte afirmação política".

Melhor Filme Mobile: Ao Pó Voltaremos, de Merli V. Guerra (Portugal) "pela qualidade da sua realização, cinematografia e montagem, mostrando o corpo em variações de cor e disposições angulares, radicando-o a um espaço recortado e luminoso, feito de terra e pedra".

Melhor Curta-Metragem: Slow Light, de Kijek/Adamski (Polónia) "pela originalidade da sua narrativa e pela complexidade, variedade e qualidade técnica da sua animação".

Melhor Micro-Metragem: A Fistful of Ground, de Hermes Mangialardo (Itália) "pela crueza agreste da sua proposta temática e pelo modo como se materializa esteticamente contra as máquinas de guerra que ainda percorrem o mundo".

Melhor Nano-Metragem: In the Swim, de Chris Furby (Reino Unido) "pela simplicidade da sua proposta imagética de uma viagem e um travelling nadado pelas terras do mundo".

Menções Honrosas: Digging for Life, de João Queiroga (Camarões) "pelo modo como a sua realização filma, tanto em regime documental como num regime poético, uma história pessoal de grande provação"; e O Voo das Mantas, de Bruno Carnide (Portugal) "pela qualidade da sua realização e animação, e pelo modo como ambas aliam a poesia do movimento das mantas titulares à homenagem narrada que o realizador faz ao seu bisavô (e trisavô da voz que é feita narrar, a filha do realizador)".

Prémio de Melhor Filme Infantil (atribuído pelo público): A Magnífica Zoey, de João Brás (Portugal)

O Moinho Cine Fest termina este Domingo, 16 de Abril, na União das Freguesias de Custóias, Leça do Balio e Guifões. Na sessão das 16h00, na Junta de Freguesia de Guifões, Carmen Tortosa, realizadora de A Rotunda, estará presente.

Mais informações em www.moinhocinefest.com.

Sem comentários: