Hoje vi(vi) um filme: IndieLisboa'13: Frances Ha

terça-feira, 30 de abril de 2013

IndieLisboa'13: Frances Ha

*6/10*

A secção Observatório do IndieLisboa'13 trouxe-nos o mais recente filme de Noah Baumbach, Frances Ha, uma comédia a preto e branco, protagonizada por Greta Gerwig – que escreve o argumento em conjunto com o realizador. 

Em Nova Iorque, Frances é a uma aspirante a dançarina “apaixonada” pela sua melhor amiga Sophie, sem a atracção sexual. Ambas têm uma ligação muito forte, mas percebem que terão que crescer e descobrir se conseguem viver uma sem a outra. É quando Sophie muda de casa, que Frances se dá conta de que tem de continuar a sua vida sozinha.

Noah Baumbach trouxe-nos um filme que retrata o aparente medo de crescer, de ser adulto, coisa que Frances parece querer evitar a todo o custo apesar dos seus 27 anos de idade. A história é divertida, no meio das aventuras e desventuras da protagonista, mas não traz grandes novidades, com o argumento a querer ser muito mas não indo além da curiosidade inicial que desperta. Ao mesmo tempo, a espécie de adoração por uma personagem que não será, de todo, um exemplo de maturidade não é talvez um ponto muito positivo de Frances Ha.


Brilhante é a fotografia - de Sam Levy -, a preto e branco, que confere um tom mais intimo e pessoal à longa-metragem. A seu favor, está ainda o facto de grande parte das cenas terem uma espécie de musicalidade, ritmo ou mesmo coreografia, intensificado pelo facto de Frances ser dançarina. Greta Gerwig, por seu lado, é o centro do filme. É ela que o conduz e lhe oferece uma força e animação que farão as delícias de muitos espectadores, com uma interpretação cheia de garra e de momentos hilariantes.

Frances Ha peca pelo argumento, mas proporciona-nos momentos de grande beleza visual e tem ao comando uma grande actriz, na pele de uma personagem que faz surgir muitos sorrisos.

Sem comentários: